OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Últimas Notícias
recent

ARTILHEIRO DAS COPAS: SALVATORE SCHILLACI


GOLEADOR FOI ARTILHEIRO DO MUNDIAL DISPUTADO EM SUA TERRA NATAL

Por Daniel Nápoli

Salvatore Schillaci, o Totó Schillaci pode-se dizer que foi um dos atletas que melhor aproveitou a sua chance em um período defendendo as cores de seu país, já que atuou entre 1990 e 1991 pela Seleção Italiana, marcando sete gols em 17 jogos.

Porém, no meio disso tudo, havia uma Copa do Mundo para ser disputada. Em 1990, Totó então atacante da Juventus-ITA, foi convocado para o Mundial disputado na Itália e iniciou a competição como reserva. A “sorte” que havia começado a lhe sorrir com uma convocação, “escancarou o sorriso de vez” ainda na estreia daquele torneio.

Schillaci entrou no segundo tempo, quando a Itália empatava por 0x0 com a Áustria e marcou o gol da vitória, aos 33 minutos. Ali, Totó foi “abraçado” pelos torcedores e também caiu nas graças do técnico Azeglio Vicini, não saindo mais do time titular naquela competição.

Embora não tenha balançado as redes na vitória diante dos EUA (1x0), Schillaci voltou a marcar um gol no triunfo por 2x0 sobre a Tchecoslováquia, no encerramento da primeira fase do torneio.  Nas oitavas de final, contra o Uruguai, o italiano marcou outro na vitória por 2x0, que classificou a Azzurra para as quartas.

Salvatore anotou mais um na vitória por 1x0 sobre a Irlanda, que colocou os donos da casa, na semifinal, contra a Argentina, então defensora do título, que contava com Diego Maradona como grande destaque.
Schillaci deixou sua marca contra os argentinos, abrindo o marcador, porém viu os sul-americanos empatarem o confronto e levarem a vaga para a final na disputa por pênaltis (4x3).

Na decisão pelo terceiro lugar, Schillaci garantiu a artilharia da competição ao marcar um gol na vitória por 2x1 sobre a Inglaterra. Mesmo sem conquistar a taça, Salvatore saiu do torneio como herói. Um artilheiro improvável.
Apesar da artilharia, não teve fôlego para disputar outra edição de Copa do Mundo,  já que depois de 1991, não mais foi chamado para defender a Azzurra.

Nascido em 1 de dezembro de 1954, Salvatore, em clubes, atuou por Messina-ITA (1982-1989), Juventus-ITA (1989-1992), Inter de Milão-ITA (1992-1994) e Júbilo Iwata-JAP (1994-1997), sendo bicampeão da Liga Europa (1989-1990 e 1993-1994),  campeão da J. League (campeonato japonês – 1997), campeão da Copa da Itália (1989-1990), campeão italiano da Série C 2 (1982-1983) e campeão italiano da Série C (1985-1986).

Atualmente, Totó comanda uma escola de futebol, além de ser apresentador de programa esportivo.

Fotos - Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CBB TEM CONTAS APROVADAS PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO

EM ASSEMBLEIA QUE CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE 26 FEDERAÇÕES, DOCUMENTO FOI APROVADO POR UNANIMIDADE Pela primeira vez promovida de ma...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.