OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Últimas Notícias
recent

ARTILHEIROS DAS COPAS: ADEMIR DE MENEZES


BRASILEIRO FOI O PRIMEIRO ARTILHEIRO DO MUNDIAL NO PÓS-GUERRA

Por Daniel Nápoli

Embora tenha perdido o título da Copa do Mundial em uma dolorida decisão diante do Uruguai, no Maracanã, Ademir de Menezes teve seu nome gravado na história ao disputar o Mundial de 1950.

O então jogador do Vasco da Gama, tornou-se o segundo brasileira artilheiro de uma edição do mundial e o primeiro goleador do torneio no pós-guerra, já que devido a Segunda Guerra Mundial (1939-1945),  não foram realizadas as Copas do Mundo de 1942 e 1946.

Logo na estreia do Brasil no Mundial de 1950, Ademir marcou duas vezes na goleada diante do México. Ainda na primeira fase, após “passar em branco” no empate de 2x2 diante da Suíça, o goleador balançou a rede na vitória de 2x0 frente a Iugoslávia.

Veio o quadrangular final e com ele um Ademir arrasador, que fez quatro gols sobre a Suécia, na goleada por 7x1 e outros dois contra a Espanha (6x1).

Na decisão diante do Uruguai, em que o Brasil perdeu de virada por 2x1, Ademir não balançou a rede, mas entrou para a história.
Curiosamente, com ele, seguiu-se a "sina" do artilheiro da Copa, que até então tinha como “castigo” não ser campeão do torneio.

Pela Seleção Brasileira, Ademir atuou entre 1945 e 1953, marcando 31 gols em 39 partidas, sendo bicampeão sul-americano (1949 e 1952), campeão da Copa Rocca (1945), campeão da Copa Oswaldo Cruz (1950) e bicampeão da Copa Rio Branco (1947 e 1950).

Já em clubes, Ademir atuou por Sport (1939-1942/1957), Vasco da Gama (1942-1945/1948-1956) e Fluminense (1946-1947), sendo campeão sul-americano de clubes campeões (1948), tricampeão pernambucano (1939, 1940 e 1941) e pentacampeão carioca (1945, 1946,1949, 1950 e 1952).
Em 1967, anos após deixar os gramados, foi treinador do Vasco da Gama, ficando na função menos de uma temporada, tornando-se posteriormente comentarista.

Nascido em Recife, em 8 de novembro de 1922, Ademir faleceu no dia 11 de maio de 1996, aos 73 anos, no Rio de Janeiro, vítima de câncer.

Fotos - Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CBB TEM CONTAS APROVADAS PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO

EM ASSEMBLEIA QUE CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE 26 FEDERAÇÕES, DOCUMENTO FOI APROVADO POR UNANIMIDADE Pela primeira vez promovida de ma...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.