OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Últimas Notícias
recent

ARTILHEIROS DAS COPAS: VAVÁ


“PEITO DE AÇO” FOI UM DOS GOLEADORES DO MUNDIAL DE 1962, DISPUTADO NO CHILE

Por Daniel Nápoli

Nascido no dia 12 de novembro de 1934, na cidade pernambucana de Recife, Edvaldo Izídio Neto, o Vavá foi o artilheiro da Copa do Mundo de 1962, com quatro gols, ao lado de Garrincha (BRA), Leonel Sánchez (CHI), Flórián Albert (HUN), Drazan Jerkovic (IUG) e Valentin Ivanov (URSS).

Curiosamente, no Mundial anterior, em 1958, em que o Brasil foi campeão pela primeira vez, Vavá fez mais gols (um a mais) e acabou passando longe da artilharia.

Na Copa da Suécia, em 1958, depois de “passar em branco” nas partidas diante da Áustria (vitória por 3x0) e Inglaterra (empate por 0x0), Vavá marcou duas vezes contra a URSS na vitória brasileira por 2x0, ainda pela fase de grupos.

Sem balançar as redes nas quartas de final, em que a Seleção Brasileira venceu o País de Gales por 1x0, veio a semifinal diante da França, com Vavá marcando uma vez na goleada por 5x2.

Na final, diante da Suécia, o então atacante do Vasco da Gama fez dois gols na vitória por 5x2 que garantiu o primeiro título mundial do Brasil.

No Mundial do Chile, em 1962, assim como Garrincha, Vavá passou toda a fase de grupos sem marcar um gol, com o Brasil vencendo o México (2x0), empatando com a Thecoslováquia (0x0) e passando pela Espanha por 2x1.

Veio então a Inglaterra pelas quartas de final e o então atacante do Palmeiras marcou o seu primeiro gol naquela Copa, na vitória brasileira por 3x1.

Na semifinal contra os donos da casa, Vavá deixou duas vezes a sua marca na vitória por 4x2 que colocou o Brasil na decisão diante da Tchecoslováquia.

Diferente do encontro na fase de grupos, Vavá marcou o seu e o Brasil venceu por 3x1, garantindo o bicampeonato mundial. Além do fato de ter participando das vitoriosas campanhas, o “Peito de Aço” como era conhecido, foi o primeiro jogador a marcar gol em mais de uma final de Copa do Mundo.
Depois de Vavá,somente Pelé (BRA -1958 e 1970), Breinter (ALE – 1974 e 1982) e Zidane (1998 e 2006), conseguiram balançar as redes em mais de uma decisão do Mundial.

O “Peito de Aço” defendeu a Seleção Brasileira de 1955 a 1964, marcando 14 gols em 23 partidas. Além das Copas do Mundo de 1958 e 1962, foi campeão pelo Brasil da Taça Oswaldo Cruz (1958 e 1962).

Além de Vasco da Gama (1952-1958) e Palmeiras (1961-1964), Vavá defendeu as cores do Atlético de Madrid-ESP (1958-1961), América-MEX (1964-1967), San Diego Toros-EUA (1968) e Portuguesa-RJ (1969).

Após se aposentar como jogador, Vavá seguiu para a carreira de treinador, dirigindo o Córdoba-ESP (1971-1975),Granada-ESP (1977-1978) e o Al-Rayan-QAT (1984-1985).

O “Peito de Aço” ainda voltou a ter uma experiência em Copas do Mundo, ao integrar a comissão técnica da Seleção Brasileira no Mundial de 1982, realizado na Espanha.

Faleceu no dia 19 de janeiro de 2002, no Rio de Janeiro, aos 67 anos de idade, vítima de infarto.

Fotos - Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CBB TEM CONTAS APROVADAS PELO TERCEIRO ANO CONSECUTIVO

EM ASSEMBLEIA QUE CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE 26 FEDERAÇÕES, DOCUMENTO FOI APROVADO POR UNANIMIDADE Pela primeira vez promovida de ma...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.